segunda-feira, 17 de setembro de 2012

ao som da primavera, retorno...

Exatos um ano e cinco dias se passaram, desde a minha última passagem por estas terras, novamente, as vésperas de mais uma primavera, inspirados pelo lindo amarelo que rodeiam os ipês desta terra, pelos gritos de basta em português original e, principalmente, pelo tanto que temos ainda que caminhar, para enfim, escrever a história com as nossas próprias mãos (no sentido mais pleno e coletivo conhecido ou imaginado), que retorno, para as palavras, sonhos e quiça inspiração e esperança por dias ainda melhores!

E por que escrever? Ednardo, uma vez cantou "por que cantar", assim deixo para ele esta parte da poesia...


Nenhum comentário: